Centro de Memória Procurador de Justiça João Marcello de Araújo Júnior

Zona de identificação

Identificador

BR RJCDMMPRJ

Forma autorizada do nome

Centro de Memória Procurador de Justiça João Marcello de Araújo Júnior

Forma(s) paralela(s) de nome

  • CDM
  • CDM MPRJ

Outra(s) forma(s) de nome

Tipo

  • Estadual

Zona de contacto

 

Centro de Memória Procurador de Justiça João Marcello de Araújo Junior

Tipo

Endereço

Endereço

Av. Marechal Câmara, 350 - 4º andar- sala 400 - Centro

Localidade

Rio de Janeiro/RJ

Região

Nome do país

Brasil

Código Postal

20020-080

Telefone

(021) 2215-9640

Fax

Email

Nota

área de descrição

Histórico

O Centro de Memória Procurador de Justiça João Marcello de Araújo Júnior é o setor do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro responsável pela pesquisa documental, guarda do patrimônio museológico, preservação da memória e difusão de informações de caráter histórico.

Em 2017 iniciamos a primeira fase do projeto Centro de Memória: Há algo novo.

Com objetivo de dar visibilidade às atividades ministeriais atuais e de outrora, e acentuando o papel do MPRJ de eficiente guardião dos direitos e garantias do cidadão, desenvolvemos o projeto PERSONALIDADES DO MPRJ e a elaboração da página do Centro de Memória no site do MPRJ. Estreitamos também o relacionamento da instituição com as atividades de Centros de Memória ministeriais de diferentes estados da Federação. Por fim, buscamos a aproximação junto à sociedade civil organizada e entidades públicas integrando o Plano Nacional de Gestão de Documentos e Memória do Ministério Público (PLANAME) instituído pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

contexto cultural e geográfico

Mandatos/Fontes de autoridade

estrutura administrativa

Políticas de gestão e entrada de documentos

Em consonância com a RESOLUÇÃO GPGJ Nº 2.337, DE 30 DE ABRIL DE 2020, que dispõe sobre a política institucional de aquisição de acervo pelo Centro de Memória Procurador de Justiça João Marcello de Araújo Júnior, do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (CDM/MPRJ), a doação de documentos será avaliada de acordo com o Art.7º da referida resolução:

Art. 7º - A incorporação de acervos pelo CDM/MPRJ fica sujeita à manifestação
prévia de sua equipe técnica multidisciplinar, cujo relatório de avaliação deverá
considerar os seguintes critérios:
I – pertinência - os documentos deverão estar alinhados com os princípios,
diretrizes e objetivos do CDM/MPRJ;
II – legalidade - o doador ou representante de órgão/instituição responsável pela
transferência de guarda deverá ter autoridade legal para realizar o negócio jurídico;
III – originalidade - serão incorporados ao acervo documentos originais, de forma
que a incorporação de documentos em cópia será analisada e se dará em caráter
excepcional;
IV – raridade - em caso de acervo bibliográfico, serão consideradas somente obras
de importância para a memória institucional que se enquadrem nos critérios de
raridade da Fundação Biblioteca Nacional, sendo certo que a doação de outras
obras que não se enquadrem neste fundamento deverá ser tratada diretamente
com a Gerência de Biblioteca/MPRJ;
V - estado de conservação - serão incorporados documentos e objetos que não
apresentem perigo de contaminação por agentes biológicos, químicos ou outros
considerados prejudiciais a usuários, profissionais e ao acervo em geral, sendo
certo que documentos que necessitem de restauração serão analisados e
incorporados em caráter excepcional;
VI - viabilidade - será considerado o impacto da aquisição na área de guarda e
conservação e, por consequência, objetos de grandes dimensões somente serão
incorporados ao acervo caso sejam particularmente relevantes.

Outras informações podem ser visualizadas pelo link: http://www.mprj.mp.br/conheca-o-mprj/centro-de-memoria/deseja-fazer-uma-doacao

Prédios

Acervos documentais

O acervo do Centro de Memória João Marcello de Araújo Júnior (CDM/MPRJ) é composto por documentação produzida e acumulada nos projetos desenvolvidos pelo setor, por doações diretas de membros e servidores, bem como de familiares e amigos, e por meio do recolhimento de documentos de órgãos internos e instituições afins. Estes documentos de gêneros arquivísticos, bibliográficos e museológicos diversificados estão organizados em fundos e coleções, privadas e institucionais, e abrangem o período de 1880 até os dias atuais.
Foram preservados por serem avaliados como relevantes para a memória institucional, constituindo valiosa fonte de pesquisa documental.

Instrumentos de pesquisa, guias e publicações

Com o objetivo de disponibilizar o acesso ao acervo do CDM/MPRJ para consulta e pesquisa pela internet, aos públicos internos e externos, está sendo implantada a plataforma digital AtoM - um software livre criado por iniciativa do Conselho Internacional de Arquivo (CIA).

A divulgação dessas informações de caráter histórico faz parte do projeto Gestão de Acervo Documental e está em fase de execução através das etapas do processo técnico arquivístico: os documentos passam pelos procedimentos de higienização, identificação, classificação, ordenação, numeração, descrição, indexação, digitalização e acondicionamento.

Este acesso e difusão dos documentos arquivísticos, descritos e normalizados via web, implantado pelo CDM/MPRJ, é um grande avanço institucional que beneficiará toda a instituição, assim como a sociedade, levando a informação para o cidadão.

área de acesso

horário de funcionamento

O atendimento ao público é de segunda a sexta-feira, mediante horário marcado.

Condição de acesso e uso

Acessibilidade

área de serviços

serviços de pesquisa

serviços de reprodução

Áreas públicas

Zona do controlo

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão ou eliminação

Línguas e escritas

Script(s)

Fontes

Notas de manutenção

Pontos de acesso

Pontos de acesso

  • Área de transferência

Contacto principal

Av. Marechal Câmara, 350 - 4º andar- sala 400 - Centro
Rio de Janeiro/RJ
BR 20020-080