Showing 1388 results

Archival description
With digital objects
Print preview View:

Totem em homenagem ao patrono do Ministério Público, Manuel Ferraz de Campos Salles

Totem em homenagem ao patrono do Ministério Público, Manuel Ferraz de Campos Salles, peça integrante da exposição "131 anos do Ministério Público no Rio de Janeiro - desde 1891", localizada no Corredor Cultural Promotor de Justiça Stênio Lutgardes Neves, 4º andar do Edifício-Sede das Procuradorias de Justiça, situado na Praça Procurador-Geral de Justiça Hermano Odilon dos Anjos, s/nº, Centro, Rio de Janeiro.

Totem em homenagem ao Procurador de Justiça Roberto Lyra

Totem em homenagem ao Procurador de Justiça Roberto Lyra, peça integrante da exposição "131 anos do Ministério Público no Rio de Janeiro - desde 1891", localizada no Corredor Cultural Promotor de Justiça Stênio Lutgardes Neves, 4º andar do Edifício-Sede das Procuradorias de Justiça, situado na Praça Procurador-Geral de Justiça Hermano Odilon dos Anjos, s/nº, Centro, Rio de Janeiro.

32ª Edição: Placa em homenagem ao Dr. Gastão Menescal Carneiro

Três tipos de documentos compõem o acervo do Centro de Memória: arquivístico, bibliográfico e museológico. O tema do História em Destaque neste mês corresponde a um dos objetos tridimensionais presentes em nosso acervo: a placa em homenagem ao ex-Procurador-Geral de Justiça Gastão Menescal Carneiro (1971-1974).

A homenagem foi durante a inauguração da segunda sede do 4º Centro Regional de Apoio Administrativo Institucional (CRAAI) de Niterói no dia 27 de novembro de 2002, na Rua Visconde de Sepetiba, nº 935, 7º andar, Ed. Tower 2000, na gestão do Procurador-Geral de Justiça José Muiños Piñeiro Filho (1999-2003). Além de Gastão Menescal Carneiro, foram homenageados outros ex-Procuradores-Gerais de Justiça do antigo Estado do Rio de Janeiro: Atamir Quadros Mercês (1969-1971), Paulo Gomes da Silva Filho (1971) e Francisco Gil Castello Branco (1974-1975).

A placa é de aço, possui 33 x 45 cm e letras pretas afixada em madeira, com o seguinte texto:

“Ao excelentíssimo Senhor Gastão Menescal Carneiro; ex-Procurador-Geral de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (12/11/71 a 22/04/74); orador e exemplo; Promotor de Justiça de inegável vocação tribunícia, notabilizou-se pelo discurso vigoroso, sutil e elegante no exercício das funções ministeriais perante o tribunal popular, especialmente, no Tribunal do Júri da então capital fluminense. Nomeado Procurador-Geral de Justiça, em 1971, reestruturou a carreira do Ministério Público com a criação do Cargo de Procurador de Justiça, atendendo à antiga aspiração da classe. Ao implantar essa nova categoria funcional, embora pessoalmente habilitado, recusou-se concorrer a uma das vagas do novo cargo, em gesto de grande ética. Niterói, 27 de novembro de 2002. José Muiños Piñeiro Filho, Procurador-Geral de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.”

Durante a gestão do Procurador-Geral de Justiça José Muiños Piñeiro Filho houve a ampliação da instituição com a inauguração de novas instalações regionais, entre elas o 4º CRAAI de Niterói. Além disso, realizou várias ações com o intuito de preservar e difundir a memória institucional do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Foi nesse mesmo período que houve a primeira tentativa de reativação do Centro de Memória, desde sua criação em 1987.

36ª Edição: João Lopes Esteves, um grande Tribuno do Júri em São Gonçalo

A placa foi inaugurada no dia 27 de outubro de 2002, contendo o seguinte texto:

“Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro; Ao Excelentíssimo Senhor Procurador de Justiça; João Lopes Esteves; (In Memorian); Grande Tribuno do Júri; A homenagem e o reconhecimento do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, pelo exemplo que permanecerá para sempre, como modelo de elevado espírito público, correção, lealdade e amor à instituição.; São Gonçalo, 27 de novembro de 2002.; José Muiños Piñeiro Filho; Procurador-Geral de Justiça do; Estado do Rio de Janeiro”.

33ª Edição: Brasão do MPRJ, um símbolo institucional

Em virtude do Dia Nacional do Ministério Público, celebrado no dia 14 de dezembro, o projeto História em Destaque deste mês apresenta um dos símbolos institucionais do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro: o Brasão do MPRJ.

Os brasões tiveram origem na Europa Ocidental, no século XII, durante a Idade Média. Como o traje utilizado pelos cavaleiros nas guerras cobriam o corpo e o rosto, a diferenciação entre aliados e inimigos em campo de batalha era quase impossível. Como solução, os escudos foram caracterizados com figuras e cores padronizadas que simbolizavam o feudo a que pertenciam, dando origem aos brasões.

A prática de agregar emblemas para distinguir forças militares se popularizou durante o período das Cruzadas (1054-1291). Todavia, como grande parte da população na época era analfabeta, não demorou para que as insígnias deixassem de ter função exclusivamente bélica e passassem a ser adotadas por instituições de ramos variados, uma vez que se caracterizavam como elementos visuais de fácil memorização, permitindo o rápido reconhecimento pelos habitantes. A partir de então, os brasões passaram a ser usados em selos, documentos, vestes, fachadas de castelos e igrejas etc.

O Brasão do MPRJ foi criado como um dos elementos da Bandeira do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro por meio da Resolução nº 688, de 13 de dezembro de 1995, na gestão do Procurador-Geral de Justiça Hamilton Carvalhido (1995-1999). O projeto da bandeira foi idealizado pelo Procurador de Justiça Mario Antonio de Carvalho e o desenho realizado pela servidora Lígia Maria Silva Flôres. Destaca-se o ineditismo da iniciativa na história dos Ministérios Públicos estaduais do país.

Antes da criação deste símbolo próprio do MPRJ, era utilizado o Brasão do Estado do Rio de Janeiro nos documentos oficiais: ofícios, capas de procedimentos, envelopes, entre outros. Com a criação do Brasão do MPRJ, todos os documentos oriundos da instituição, assim como as insígnias e as comendas: Colar do Mérito (na parte frontal) e as medalhas Campos Salles e Annibal Frederico de Souza (no verso), contam com este símbolo.

O Brasão institucional é composto por um círculo vermelho com o mapa do Estado do Rio de Janeiro centralizado na cor branca, em cima dele há uma espada sustentando uma balança na cor dourada que representa a força das decisões do MPRJ e a sua imparcialidade. Ladeando a parte interna, encontra-se o nome “Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro” em letras douradas. Em volta do círculo há uma coroa de louros dourada que é associada à vitória e à imortalidade da instituição.

Fotografia dos presentes na festa de aniversário de 20 anos da turma do III Concurso do MPRJ

Fotografia dos presentes na festa de aniversário de 20 anos de posse da turma do III Concurso do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Foram identificados, da esquerda para a direita, os ex-Procuradores-Gerais de Justiça José Muiños Piñeiro Filho (primeiro), Nicanor Medici Fischer (sétimo) e Marfan Martins Vieira (nono); os Procuradores de Justiça Carlos Domingues da Venda (quinto), Maria do Carmo dos Santos Casa Nova (oitava) e Helda Lima Meireles (décima primeira); e o Promotor de Justiça Carlos Eduardo de Miranda Ferraz (quarto).

Fotografia dos presentes no aniversário de 20 anos do III Concurso do MPRJ

Fotografia dos presentes na festa de aniversário de 20 anos de posse da turma do III Concurso do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Foram identificados, da esquerda para a direita, os ex-Procuradores-Gerais de Justiça José Muiños Piñeiro Filho (vigésimo sétimo da segunda fileira, em pé, ao fundo), Marfan Martins Vieira (décimo da primeira fileira, sentado), Antonio Carlos Silva Biscaia (décimo primeiro da segunda fileira, em pé, ao fundo), Nicanor Medici Fischer (vigésimo da segunda fileira, em pé, ao fundo) e Carlos Antônio da Silva Navega (vigésimo terceiro da segunda fileira, em pé, ao fundo); os Procuradores de Justiça Anderson Albuquerque de Souza Lima (primeiro da primeira fileira), Antônio Carlos da Graça de Mesquita (segundo da primeira fileira), Tânia Maria Salles Moreira (sexta da primeira fileira), Leonardo de Souza Chaves (nono da primeira fileira, sentado), Fernanda Moreira Jorgensen (primeira da segunda fileira, em pé), José Antonio Leal Pereira (quarto da segunda fileira, em pé), Décio Luiz Gomes (décimo terceiro da segunda fileira, em pé, ao fundo), Arthur Pontes Teixeira (décimo sexto da segunda fileira, em pé, ao fundo), Helda Lima Meireles (décima nona da segunda fileira, em pé, ao fundo), Maria do Carmo dos Santos Casa Nova (vigésima primeira da segunda fileira, em pé, ao fundo), Carlos Domingues da Venda (vigésimo oitavo da segunda fileira, em pé, ao fundo) e Heloisa Maria Alcofra Miguel (vigésima nona da segunda fileira, em pé, ao fundo); e o Promotor de Justiça Carlos Eduardo de Miranda Ferraz (décimo quarto da segunda fileira, em pé, ao fundo).

Fotografia de Luiz Ricardo Pereira Cavalcanti na festa de aniversário de 20 anos do III Concurso do MPRJ

Fotografia dos presentes na festa de aniversário de 20 anos de posse da turma do III Concurso do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Foi identificado o Ex-presidente da Associação Catarinense do Ministério Público, Luiz Ricardo Pereira Cavalcanti (à esquerda).

Fotografia dos presentes na festa de aniversário de 20 anos da turma do III Concurso do MPRJ

Fotografia dos presentes na festa de aniversário de 20 anos de posse da turma do III Concurso do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Foram identificados, da esquerda para a direita, o ex-Procurador-Geral de Justiça José Muiños Piñeiro Filho (primeiro) e o Desembargador Fernando Fernandy Fernandes (segundo).

Fotografia de José Carlos Paes na festa de aniversário de 20 anos do III Concurso do MPRJ

Fotografia dos presentes na festa de aniversário de 20 anos de posse da turma do III Concurso do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Foi identificado o ex-presidente da Associação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (AMPERJ), José Carlos Paes (à direita).

Fotografia de Arthur Pontes Teixeira na festa de aniversário de 20 anos do III Concurso do MPRJ

Fotografia dos presentes na festa de aniversário de 20 anos de posse da turma do III Concurso do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Foi identificado ex-presidente da Caixa de Assistência do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (CAMPERJ), Arthur Pontes Teixeira (à direita).

Fotografia da festa de aniversário de 20 anos da turma do III Concurso do MPRJ

Fotografia da festa de aniversário de 20 anos de posse da turma do III Concurso do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Foram identificados, da esquerda para a direita, os Procuradores de Justiça Antônio Carlos da Graça de Mesquita(primeiro), Marfan Martins Vieira (segundo), Carlos Domingues da Venda (terceiro) e Leonardo de Souza Chaves (quarto).

38ª Edição: Uma Vida Dedicada a Promover Justiça: Dr. Cezar Augusto de Farias

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Centro de Memória Procurador de Justiça João Marcello de Araújo Júnior (CDM/MPRJ), homenageia, na 38ª edição do projeto “História em Destaque”, o Dr. Cezar Augusto de Farias por meio de uma fotografia de 1984, integrante da coleção Associação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (AMPERJ).

Além de Dr. Cézar Augusto de Farias (quarto da esquerda para direita), também estão presentes na imagem, da esquerda para a direita: Dr. Marcelo Maria Domingues de Oliveira (segundo da primeira fileira); Dr. Brazilmar Moraes Pinheiro (quinto da primeira fileira) e Dra. Déa Araújo de Azevedo (primeira da segunda fileira).

Untitled

Fotografia do ex-Procurador-Geral de Justiça Nelson Pecegueiro do Amaral

Fotografia do ex-Procurador-Geral de Justiça, Nelson Pecegueiro do Amaral (ao centro), junto a outros participantes da posse do Procurador de Justiça Leôncio Aguiar de Vasconcellos como Presidente da AMPERJ. Dentre os participantes foram identificados, da direita para esquerda: Ulysses Leocadio (primeiro), o Defensor Público Célio Erthal Rocha (segundo), Nelson Pecegueiro (terceiro), Hilton Massa (quarto) e o Procurador de Justiça Cezar Augusto de Faria.

Fotografia dos alunos do Instituto de Educação Carlos Pasquale na Biblioteca Daniel Aarão Reis

Fotografia dos alunos do Instituto de Educação Carlos Pasquale na Biblioteca Daniel Aarão Reis, do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB). A visita foi realizada em função do projeto "Calçada da Cidadania". A referida biblioteca está localizada no 2º andar do Edifício-Sede do IAB, situado na Avenida Marechal Câmara, nº 210.

Fotografia dos alunos do IECP no plenário do Instituto dos Advogados Brasileiros

Fotografia da representante do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Leila Pose Sanches (à direita), durante seu discurso para os alunos do Instituto de Educação Carlos Pasquale, no decorrer do projeto "Calçada da Cidadania". A palestra foi realizada no plenário do IAB, localizado Avenida Marechal Câmara, nº 210, 5° andar do Edifício-Sede do IAB.

Fotografia dos alunos do IECP na exposição "131 anos do Ministério Público no Rio de Janeiro - desde 1891"

Fotografia dos alunos do Instituto de Educação Carlos Pasquale na exposição "131 anos do Ministério Público no Rio de Janeiro - desde 1891" em função do projeto "Calçada da Cidadania". A mostra está localizada no Corredor Cultural Promotor de Justiça Stênio Lutgardes Neves, 4º andar do Edifício-Sede das Procuradorias de Justiça, situado na Praça Procurador-Geral de Justiça Hermano Odilon dos Anjos, s/nº, Centro, Rio de Janeiro.

Fotografia de André Luiz de Souza Cruz durante o seu discurso para os alunos do Instituto de Educação Carlos Pasquale

Fotografia do gestor técnico do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos do MPRJ (PLID/MPRJ), André Luiz de Souza Cruz, durante o seu discurso para os alunos do Instituto de Educação Carlos Pasquale, no decorrer do projeto "Calçada da Cidadania". A palestra foi realizada na mostra "131 anos do Ministério Público no Rio de Janeiro - desde 1891", localizada no Corredor Cultural Promotor de Justiça Stênio Lutgardes Neves, 4º andar do Edifício-Sede das Procuradorias de Justiça, situado na Praça Procurador-Geral de Justiça Hermano Odilon dos Anjos, s/nº, Centro, Rio de Janeiro.

Fotografia da Procuradora de Justiça Patricia Leite Carvão durante o seu discurso para os alunos do IECP

Fotografia da Procuradora de Justiça Patricia Leite Carvão (à direita) durante o seu discurso para os alunos do Instituto de Educação Carlos Pasquale, no decorrer do projeto "Calçada da Cidadania". A palestra foi realizada no eixo expositivo da bancada do Promotor Público, parte integrante da exposição "131 anos do Ministério Público no Rio de Janeiro - desde 1891". A mostra está localizada no Corredor Cultural Promotor de Justiça Stênio Lutgardes Neves, 4º andar do Edifício-Sede das Procuradorias de Justiça, situado na Praça Procurador-Geral de Justiça Hermano Odilon dos Anjos, s/nº, Centro, Rio de Janeiro.

Fotografia dos alunos do IECP no projeto Calçada da Cidadania

Fotografia dos alunos do Instituto de Educação Carlos Pasquale, durante o projeto "Calçada da Cidadania". Foram identificados, da esquerda para a direita: a representante da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Estado do Rio de Janeiro (OABRJ) Adriana Pina (primeira da primeira fileira), as estagiárias de comunicação e museologia do Memorial à época, respectivamente, Thainá Feijó (segunda, da primeira fileira) e Liziane dos Santos (oitava da primeira fileira), e a historiadora do Centro de Memória, Nayara Cristina dos Santos (décima primeira da terceira fileira). O referido Instituto está situado na Rua Ernesto Cardoso, 763 Centro, Nilópolis - RJ.

Fotografia dos alunos do IECP durante a dinâmica Teia de Ravel no projeto Calçada da Cidadania

Fotografia dos alunos do Instituto de Educação Carlos Pasquale (IECP), durante a dinâmica da "teia de Ravel" no projeto "Calçada da Cidadania". Foi identificada, a representante da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Estado do Rio de Janeiro (OABRJ), Adriana Pina (ao fundo, abaixo da placa do IECP). A atividade foi realizada no referido Instituto, situado na Rua Ernesto Cardoso, 763 Centro, Nilópolis - RJ.

Fotografia dos alunos do IECP no projeto Calçada da Cidadania

Fotografia dos alunos do Instituto de Educação Carlos Pasquale, durante uma palestra em função do projeto "Calçada da Cidadania". Foram identificadas, da direita para a esquerda: a historiadora do Centro de Memória, Nayara Cristina dos Santos (primeira, em pé, discursando) e a estagiária de museologia do Memorial à época, Liziane dos Santos (segunda, em pé, ao fundo). O referido Instituto está situado na Rua Ernesto Cardoso, 763 Centro, Nilópolis - RJ.

Fundo Márcio Klang

  • BR RJCDMMPRJ MK
  • Record group
  • 2012-

A coleção Márcio Klang é constituída de documentação bibliográfica: 1 revista em quadrinhos "Turma da Mônica e o Ministério Público", referente a improbidade administrativa.

Untitled

Fotografia de Adriana Pina durante seu discurso para os alunos do IECP

Fotografia da representante da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Estado do Rio de Janeiro (OABRJ), Adriana Pina, discursando para os alunos do Instituto de Educação Carlos Pasquale no projeto "Calçada da Cidadania". O referido Instituto está situado na Rua Ernesto Cardoso, 763 Centro, Nilópolis - RJ.

Fotografia das representantes do Centro de Memória e da OABRJ no projeto Calçada da Cidadania

Fografia da equipe do Centro de Memória do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (CDM/MPRJ) e da representante da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Estado do Rio de Janeiro (OABRJ), durante a visita ao Instituto de Educação Carlos Pasquale, em função do projeto "Calçada da Cidadania". Foram identificados, da direita para a esquerda: a representante da (OABRJ) Adriana Pina (primeira), a historiadora do (CDM/MPRJ) Nayara Cristina dos Santos (segunda) e as estagiárias de comunicação e de museologia do Memorial à época, respectivamente, Thainá Feijó (terceira) e Liziane dos Santos (quarta). O referido Instituto está situado na Rua Ernesto Cardoso, 763 Centro, Nilópolis - RJ.

Fotografia da turma participante e dos representantes das instituições parceiras no projeto Calçada da Cidadania

Fotografia da turma participante e dos representantes das instituições parceiras no projeto "Calçada da Cidadania". Foram identificados, da esquerda para a direita: a Procuradora de Justiça Patricia Leite Carvão (segunda da primeira fileira), o diretor e professora do CEAPG, respectivamente, Júlio César (terceiro da primeira fileira) e Claudia Soares (segunda da segunda fileira), a historiadora Nataraj Trinta (quarta da primeira fileira), os representantes da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Estado do Rio de Janeiro (OABRJ) Adriana Pina (sexta da primeira fileira) e Mário Nilton Leopoldo (segundo da terceira fileira), a historiadora do Centro de Memória Nayara Cristina dos Santos (sétima da primeira fileira), e as estagiárias do Memorial à época Thainá Feijó (primeira da segunda fileira) e Liziane dos Santos (primeira da terceira fileira). A visita ocorreu no referido Colégio, localizado na Rua Concílio Ecumênico, nº 1, Parque São Vicente, Belford Roxo/RJ.

Fotografia de Nataraj Trinta ministrando palestra no projeto Calçada da Cidadania

Fotografia da historiadora Nataraj Trinta (ao centro) durante seu discurso em função do projeto Calçada da Cidadania. Ao lado de Nataraj estão: o representante da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Estado do Rio de Janeiro, Mário Nilton Leopoldo (à esquerda) e a representante do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, a Procuradora de Justiça Patricia Leite Carvão. A palestra foi realizada no Colégio Estadual Alice Paccini Gélio, localizado na Rua Concílio Ecumênico, nº 1, Parque São Vicente, Belford Roxo/RJ.

Fotografia dos alunos do CEAPG durante uma palestra do projeto Calçada da Cidadania

Fotografia dos alunos do Colégio Estadual Alice Paccini Gélio, durante a realização de uma palestra ministrada pelos representantes do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Estado do Rio de Janeiro, em função do projeto Calçada da Cidadania. Foram identificados, a Procuradora de Justiça Patricia Leite Carvão (ao centro, em frente à tela de projeção) e o Advogado Mário Nilton Leopoldo (à esquerda, em pé). O evento ocorreu no Colégio Estadual Alice Paccini Gélio, localizado na Rua Concílio Ecumênico, nº 1, Parque São Vicente, Belford Roxo/RJ.

Fotografia de Nataraj Trinta durante seu discurso no projeto Calçada da Cidadania

Fotografia da historiadora Nataraj Trinta (ao centro) durante seu discurso em função do projeto Calçada da Cidadania. A atividade foi realizada no Colégio Estadual Alice Paccini Gélio, localizado na Rua Concílio Ecumênico, nº 1, Parque São Vicente, Belford Roxo/RJ.

Fotografia de Patricia Carvão ao lado de uma aluna do CEAPG

Fotografia de uma aluna do Colégio Alice Paccini Gélio e da Procuradora de Justiça Patricia Leite Carvão, durante o projeto "Calçada da Cidadania". A aluna encontra-se trajando uma beca de Procurador de Justiça, no eixo expositivo da bancada do Promotor Público, parte integrante da exposição "131 anos do Ministério Público no Rio de Janeiro - desde 1891". A mostra está localizada no Corredor Cultural Promotor de Justiça Stênio Lutgardes Neves, 4º andar do Edifício-Sede das Procuradorias de Justiça, situado na Praça Procurador-Geral de Justiça Hermano Odilon dos Anjos, s/nº, Centro, Rio de Janeiro.

Fotografia de José Augusto Garcia de Sousa e dos alunos do CEAPG no projeto Calçada da Cidadania

Fotografia do representante da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, José Augusto Garcia de Sousa e dos alunos do Colégio Estadual Alice Paccini Gélio na sede administrativa da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro. Localizada na Avenida Marechal Câmara, nº 314, Centro, Rio de Janeiro.

37ª Edição: Campos Salles, muito além de Patrono do Ministério Público

A edição do História em Destaque deste mês apresenta a Medalha Campos Salles. Instituída através da Resolução GPGJ nº 1.076, em 06 de novembro de 2002, pelo Procurador-Geral de Justiça José Muiños Piñeiro Filho (1999-2003) destina-se a homenagear membros aposentados nos seguintes casos: que detenham mais de 20 anos de exercício na careira; que tenham completado 30 anos de serviços prestados a instituição; in memoriam aos que tenham falecido em atividade; que tenham pertencido aos quadros das unidades federativas anteriores à fusão; além de pessoas e autoridades estrangeiras ou nacionais que tenham contribuído para o engrandecimento do MPRJ. A entrega da medalha integra as celebrações no MPRJ do Dia Nacional do Ministério Público em 14 de dezembro.
A primeira cerimônia de outorga da Medalha Campos Salles ocorreu em 10 de dezembro de 2002 no auditório do 9º andar do Edifício-sede da instituição, presidida pelo Dr. José Muinõs Piñeiro Filho. Entre os discursos, destaca-se o do Procurador de Justiça aposentado Everardo Moreira Lima, um dos homenageados pela comenda. Dr. Everardo ingressou no Ministério Público do Distrito Federal em 1951. Outra personalidade que se pronunciou foi o Procurador de Justiça Adolfo Lerner, à época, Diretor do “Centro de Memória do Ministério Público”. Dr. Lerner destacou a especial sensibilidade do Dr. Muiños em diversas iniciativas em prol da memória institucional, como a ativação do memorial durante a sua gestão, que existia apenas formalmente desde 1987. Os memoráveis discursos foram registrados na Revista do Ministério Público nº 16 (jun./jul./2002), assim como a dinâmica do evento. Na ocasião, foram entregues 188 Medalhas Campos Salles abarcando diferentes gerações do Ministério Público oriundas das quatro unidades federativas que resultaram no atual Estado do Rio de Janeiro. Na mesma data foi inaugurado o totem de Campos Salles no foyer do 9º andar.

Untitled

Results 1 to 50 of 1388